Escolas públicas poderão ter educação financeira no currículo

23 12 2009

A disciplina de Educação Financeira deve passar a fazer parte do currículo de 1.650 escolas de ensino médio do país já no próximo ano. O projeto tem o apoio da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e está em estudo desde 2007. O objetivo é realizar um período de testes para que os efeitos das aulas sejam mensurados não só nos alunos, mas nos núcleos familiares.

A previsão é que já no próximo ano, um decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva cria dois comitês que coordenarão o sistema de Educação financeira do país, um voltado para a estrutura organizacional e outro voltado para o apoio pedagógico.

O superintendente de proteção e orientação aos investidores da Comissão de Valores Imobiliários (CVM), José Alexandre Vasco, afirmou que a definição das Escolas que adotarão a disciplina sairá no começo de 2010. Segundo ele, 150 Escolas públicas serão escolhidas a partir do “Mais Educação”, programa do Ministério da Educação que amplia o tempo dos alunos na Escola. Outros 300 colégios serão escolhidos entre os que têm parceria com o Instituto Unibanco, que será o responsável pelas aulas de Educação financeira nessas unidades.

Os outros 1.200 colégios públicos e particulares de todo o país poderão optar por oferecer aulas ligadas às finanças dentro de um universo de 5 mil unidades aptas a entrar no processo, cujo cadastro vai até 20 de dezembro.

Fonte: Educa


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: